A- A A+

Foi assinada em Brasília, pelo presidente do Instituto Chico Mendes-ICMBio, Paulo Henrique Carneiro, a portaria nº 1.112 - que define as normas de procedimento para o cadastramento e autorização do turismo embarcado de observação da Baleia Franca em área de proteção ambiental no litoral de Santa Catarina.

Em 2013 o turismo embarcado para observação de baleias foi proibido por decisão judicial. Em 2017 já foi liberado, porém aguardava apenas ajustes do ICMBio para que volte a operar com os devidos monitoramentos e regras a serem cumpridas. 

Segundo o Secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte esta é uma vitória para Santa Catarina: “foi um trabalho em conjunto na nossa gestão na Secretaria de Turismo com o Ministro de Turismo, Vinícius Lummertz, junto ao ICMBio e ao Instituto Baleia Franca”. Ainda de acordo com Michreff esta retomoda, do turismo embarcado de observação da Baleia Franca, é um projeto turístico imprescindível para o desenvolvimento econômico no Sul do Estado, principalmente porque ocorre no inverno - fora da alta temporada - atraindo milhares de turistas.

A Rota da Baleia Franca é um roteiro que une três belos destinos da costa catarinense: Garopaba , Imbituba e Laguna e acontece nos meses de Julho a Novembro. As baleias escolheram esta abençoada Região para procriar e amamentar seus filhotes. Durante o verão elas vivem próximo às Ilhas da Geórgia do Sul, onde se alimentam, e na estação mais fria migram ao norte em busca de refúgio em águas mais calmas e mornas. Santa Catarina e a costa da Argentina, na península de Valdés, são os pontos de maior concentração durantes essa época.

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: SOL | Tecnologia: Open Source | Acesso restrito