A- A A+

Uma das últimas ações para a candidatura dos Caminhos dos Cânions do Sul poder receber o título de Geoparque da Unesco foi concretizada nesta sexta (29), no município de Praia Grande. O dossiê com informações técnicas foi assinado e encaminhado para a sede da entidade internacional, em Paris, na França. A assinatura foi realizada pelos representantes dos sete municípios de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, estados que compõem o território da formação geológica.

O dossiê, elaborado pela equipe técnica do Consórcio Cânions do Sul, reúne informações solicitadas pela Unesco para atender aos critérios necessários à atribuição do título de Geoparque Mundial. Dados gerais da geologia do território, a geoconservação do local, a estrutura de gestão e também o histórico cultural compõem o documento.

 

.

Foto: Saul Oliveira / Santur

A partir da assinatura e entrega do dossiê, a candidatura entrará em análise pela comissão responsável da Unesco, que terá até o primeiro semestre de 2021 para dar um parecer final sobre o título de Geoparque. Antes, porém, entre os meses de maio e agosto de 2020, está previsto uma visitação de uma comitiva da Unesco para avaliação e possíveis ajustes.

Estiveram na assinatura do dossiê, a presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina - Santur -, Flavia Didomenico e os representantes dos sete municípios - Praia Grande, Cambará do Sul, Mampituba, Timbé do Sul, Morro Grande, Jacinto Machado e Torres -, além do ICMBio.

Para Flavia Didomenico, o projeto de tornar os Cânions do Sul em Geoparque é um sonho que está próximo de virar realidade e, com isso, tornar mais um grande ativo turístico.

- Esse momento hoje representa muito, todo os esforço para chegar até aqui. Eu parabenizo todos vocês por todas as iniciativas, esse será um dos produtos turísticos de projeção internacional do Sul do Brasil e dos nossos estados e municípios. Agora vamos concretizar esse sonho que está virando realidade - disse a presidente da Santur.

O prefeito de Praia Grande, Henrique Maciel, relembrou do início do projeto, em 2017, e enalteceu o trabalho conjunto dos municípios envolvidos.

- É motivo de muita honra e satisfação, uma grande emoção. Um dia histórico para nós. Em 2017, trouxemos essa proposta e conseguimos sensibilizar para que formássemos uma grande corrente para trabalhar juntos e realizar esse projeto de sermos o segundo Geoparque do Brasil - comentou o prefeito, que citou o Geoparque Mundial Araripe, que fica em seis estados do Nordeste brasileiro.

 

Georroteiro

Em outubro, os Caminhos dos Cânions do Sul lançou de forma oficial o georroteiro, uma ação também realizada para fortalecer a candidatura junto a Unesco. O georroteiro contempla destinos cheios de encantos em diferentes localidades e proporciona experiências variadas dentro de um único roteiro. A elaboração buscou integrar as sete cidades de abrangência do geoparque, sugerindo ao visitante conhecer, entre outras belezas, uma das formações geológicas mais impressionantes do mundo.

Certificação da Unesco

Os geoparques são áreas geográficas unificadas, com patrimônios geológicos e paisagens de relevância internacional. Os critérios de avaliação dos membros da Unesco incluem sustentabilidade, preservação, proteção e envolvimento das comunidades locais. Com o reconhecimento do organismo internacional, essas áreas ampliam a capacidade turística da região. Atualmente, no Brasil, apenas o Parque Geológico do Araripe, no Ceará, possui a certificação da Unesco. No mundo, há 147 geoparques titulados pela Unesco, em 41 países.

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: SANTUR | Tecnologia: Open Source | Acesso restrito